Laudo do IGP confirma causa da morte de menino Rafael Winques
Resultado contraria a versão da mãe que alega que a morte ocorreu de forma acidental
Publicado em 25 de junho de 2020
Compartilhar
A- A A+

Os laudos do Instituto Geral de Perícias (IGP) sobre a morte de Rafael Winques, de 11 anos, assassinado em Planalto, foram entregues à Polícia Civil na tarde desta quarta-feira(24).

Os documentos estavam sendo aguardados desde a noite de 25 de maio, quando a mãe, Alexandra Dougokenski, confessou ter assassinado o menino e indicou o local onde havia escondido o corpo.

Segundo informações do delegado de Planalto, Ercílio Carletti, chegaram 22 laudos do IGP que estão sendo estudados. “Não vamos difundir o conteúdo dos laudos antes de haver um interrogatório, o que posso confirmar é que a causa da morte é a mesma já antecipada pela perícia, asfixia”, afirma.

O resultado contraria a versão da mãe que alega que a morte ocorreu de forma acidental após dosagem de remédio que objetivava apenas acalmar o filho. De posso dos laudos, as autoridades policias devem novamente ouvir a mãe o menino.

Fonte: Dejair de Castro - Jornalismo Cultura FM
Fotos
Comentários