Hospitais da região restringem atendimento e alertam para falta de leitos
Principais casas de saúde da região divulgaram comunicados à população
Publicado em 22 de fevereiro de 2021
Compartilhar
A- A A+

As direções dos principais hospitais da região emitiram, nos últimos dias, alertas sobre a lotação de leitos destinados para o tratamento da Covid-19. As informações chamam a atenção para um possível colapso nos próximos dias, caso o número de internações continue aumentando.

No sábado(20), a direção do Hospital Santo Antônio de Tenente Portela divulgou comunicado pedindo para que as pessoas evitem procurar a emergência e urgência do hospital. A recomendação é que as pessoas somente procurem a entidade em caso de efetiva necessidade.

A justificativa para tal pedido é o abundante aumento de casos de Covid-19, que está fazendo com que os leitos fiquem completamente lotados. A direção informou que a procura de paciente com Covid-19 está muito alto.

O HSA também comunicou a restrição de atendimentos que não sejam urgência ou emergência. “O Hospital Santo Antônio de Tenente Portela informa que devido à grande demanda de pacientes com Covid-19, visando à proteção a saúde da população portelense e região, estamos restringindo os atendimentos somente nos casos de Urgência e Emergência.”

Também no sábado(20), durante uma live no Facebook promovida pelo Poder Executivo, a secretária municipal da Saúde de Três Passos, Márcia Gintzel, revelou que os três leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital de Caridade (HCTP), reservados para pacientes com Covid-19, estão ocupados.

A gestora também afirmou que na Ala Covid, 50% da capacidade já foi preenchida. — Essa é uma informação que nos preocupa — disse a secretária. Os dados epidemiológicos mais recentes apontam que o município possui 101 casos ativos da doença e registra 28 óbitos desde o início da pandemia.

Em Palmitinho, a Diretora do Hospital Santa Terezinha, Neida de Cezaro Bonifácio, divulgou comunicado pedindo que a população só procure a casa de saúde em caso de urgência. “Pedimos a população de Palmitinho que procure os serviços de saúde somente em casos de urgência. Por favor, não venha para hospital por qualquer dor. Vamos evitar contaminações. Estamos preparando nosso hospital com leitos de retaguarda. Colabore”, divulgou a Diretora.

Ainda na sexta-feira(19), o Hospital Divina Providência de Frederico Westphalen(HDP), restringiu o atendimento no Pronto Socorro da entidade. Conforme o comunicado do HDP será priorizado o atendimento a pacientes que se enquadram em casos de urgência e emergência. O motivo é a grande demanda de atendimentos a pacientes de Covid-19.

A confirmação da bandeira preta no sistema de distanciamento controlado também fazer com que os municípios da região também tomem medidas para restringir o atendimento ao público a fim de evitar o aumento da circulação do vírus.

Fonte: Dejair de Castro - Jornalismo Cultura FM
Fotos
Comentários